PERSONAGEM_2.png
logo_encontro_2.png
INFOS_1.png
titulo_1.png
PERSONAGEM_3.png

O Encontro Contemporâneo de Dança de Salão tem como meta facilitar espaços onde a dança de salão seja transmitida, discutida e realizada de maneira mais plural e igualitária, favorecendo a construção de corpos políticos e potentes, capazes de repensar padrões de comportamento e promover equidade de direitos e responsabilidades nas danças a dois.
 

 

NOSSOS OBJETIVOS

  • Reunir trabalhos acerca das pesquisas contemporâneas das danças de salão em um grande evento.

     

  • Facilitar encontros e espaços onde a dança de salão seja transmitida, discutida e realizada de maneira mais plural e igualitária.

     

  • Estimular o pensamento crítico e teórico nas danças a dois.

     

  • Facilitar o acesso do público às pesquisas contemporâneas das danças de salão.

     

  • Incentivar e fortalecer o cenário artístico cultural da dança de salão.

     

  • Dar visibilidade a artistas e coletivos pouco solicitados em congressos e eventos de Dança de Salão.

     

  • Contribuir, através das suas ações, para a extinção de violências como a misoginia, transfobia, homofobia, racismo, machismo, dentre outras patologias e violências sociais.

PERSONAGEM_1_edited.png
titulo_2.png

Neste ano o Encontro pratica seu lugar de escuta! Isso mesmo, queremos ouvir histórias, principalmente aquelas que ainda não foram contadas.

 

Durante muito tempo a dança de salão privilegiou a perspectiva branca europeia para narrar e escrever sua memória, apropriando-se, deixando de lado e até mesmo apagando as heranças culturais dos povos nativos e escravizados do Brasil, ou seja, corpos negros e indígenas foram silenciados para que OUTROS, em posição de poder, pudessem contar suas próprias histórias. Além disso, sabemos que mulheres, pessoas trans, pessoas com deficiência, dentre outras “minorias”, quase NUNCA encontram espaços para protagonizar falas nas danças de salão, pois, infelizmente, o salão exclui e/ou isola corpos que não correspondem ao padrão considerado ideal para suas práticas.

 

O Encontro entende seu papel político na construção de espaços que contemplem corpos e falas plurais, pois desde sua criação busca compreender onde a dança de salão perpetua atitudes machistas, racistas, homofóbicas e misóginas, para que cada dia mais, essas violências sejam extintas. Esse é um processo contínuo e demorado, não desconsideramos de forma alguma a possibilidade de errar nessa jornada, mas juntas temos certeza que aprenderemos e faremos transformações incríveis. Por isso, em 2021, queremos ouvir histórias, sentidos de mundo, narrativas e perspectivas de pessoas que se calaram por apenas ser quem são.

 

Estamos preparadas para ouví-las?

 

Vem com a gente, estamos juntas!

REGUA_HORIZONTAL.png